Food Service

Notícia

Skol conquista o bicampeonato de marca mais valiosa

Desta vez, o valor de sua marca subiu 8%, para US$ 7,055 bilhões

07/05/2014

 “A Skol sempre foi a marca jovem do portfólio da AmBev”, afirma Fabio Baracho, diretor de marketing da marca. “Queremos nos comunicar com os jovens por meio da música e de ações ligadas ao público universitário.”

 

Essas duas pontas da estratégia, promete o executivo, serão preponderantes dentro do esforço de promoção e vendas que será feito nos próximos meses. Com um desafio adicional: o de manter o sucesso que garantiu à empresa o título de “Marca Mais Valiosa do Brasil” em 2014, de acordo com o ranking realizado em parceria pela Dinheiro e a BrandAnalytics/Millward Brown Optimor, empresa ligada ao grupo britânico WPP.Trata-se do segundo ano consecutivo em que a Skol aparece no topo do ranking. Desta vez, o valor de sua marca subiu 8%, para US$ 7,055 bilhões. O feito é ainda mais digno de nota por ter ocorrido num momento em que se verifica uma queda de valor das 50 marcas brasileiras mais preciosas.

 

Em dólar, elas passaram a valer, em conjunto, US$ 45,9 bilhões, uma perda de 14% em relação ao estudo do ano passado. Em uma análise com moeda local, houve quase uma estagnação, com uma queda de 1%, para R$ 107 bilhões. A AmBev tem também outros motivos para festejar. De preferência, com a abertura de muitas geladas.

 

Além da presença da Skol no ponto mais alto do ranking da BrandAnalytics – que avaliou 244 marcas –, a empresa colocou as cervejas Brahma, Antarctica e Bohemia no “top ten” do Brasil. O seu quadrado mágico de marcas desceu redondo, atingindo um valor conjunto de US$ 12,9 bilhões.

 

A Skol ainda aumentou a distância para as concorrentes de outros setores, já que Bradesco, Itaú e Petrobras sentiram os efeitos do baixo crescimento da economia brasileira no ano passado e perderam valor. Bradesco e Petrobras, aliás, já foram tricampeãs do estudo anual de marcas mais valiosas.

Deixe seu comentário