Food Service

Notícia

Rational mostra como evitar desperdícios sem aumentar custos

Economia na quantidade de resíduos também significa economia nas despesas

23/04/2019

No Brasil, muitos alimentos ainda vão parar no lixo ao invés do prato. Isso tem que mudar, e todos podemos contribuir significativamente com custos mínimos. Cerca de um terço de todos os alimentos produzidos em todo o mundo não é consumido, mas sim destruído. Isso soa muito, mas olhar para os números exatos é ainda mais surpreendente.

 

A Organização das Nações Unidas para Agricultura e Alimentação (FAO) diz que 1,3 bilhão de toneladas de alimentos são despejados no lixo todo ano em todo o mundo. 45 milhões de caminhões seriam necessários para transportar essa quantidade de alimentos. Uma situação que precisa mudar.

 

A boa notícia é que pequenas mudanças podem ter resultados rápidos. Muitas vezes é difícil melhorar algo na cozinha que não havia sido monitorado anteriormente. Assim, os gerentes de operações devem controlar o desperdício de alimentos para entender quanto e que tipo de alimento é desperdiçado em qual estágio do processamento.

 

Isso mostra qual prato ou etapa de trabalho acaba no lixo e atividades podem ser priorizadas para resolver o problema. Ao longo de toda a cadeia de geração de valor, muitos alimentos acabam na lixeira, sem nem mesmo terem sido servidos ao consumidor, causando um obstáculo significativo em termos de custos.

 

Segundo cálculos, um litro de resíduos custa cerca de 2 euros. Os lucros de uma empresa estão, portanto, indo parar na lata de lixo. Por isso, é ainda mais importante encontrar uma estratégia para evitar o desperdício nas cozinhas profissionais. A tecnologia de cocção também deve ser colocada sob o microscópio para garantir que os trabalhos de processamento de mercadorias e os erros de produção sejam evitados.

 

Os fabricantes de equipamentos de cozinha sabem a importância de seus sistemas e os otimizam continuamente, a fim de garantir uma operação simples e livre de erros. A Rational, por exemplo, usa uma interface de usuário simples e intuitiva no SelfCookingCenter®,garantindo funcionamento eficiente.

 

O equipamento também possui inteligência de cocção embutida que não apenas entrega os parâmetros de cocção, mas também reconhece o tamanho e a quantidade da carga e automaticamente toma as decisões apropriadas. O gerenciamento de temperatura e tempo específico do produto garante que não há desperdício, explica a Rational. Em um mercado de trabalho que enfrenta escassez de competências, isso constitui grande apoio para garantir que os alimentos tenham a qualidade desejada para o serviço após o preparo.

 

O serviço é a palavra-chave: a estratégia aqui não deve considerar apenas a qualidade, mas também a quantidade - especialmente a produção de lotes menores. Muitos clientes aceitariam uma porção menor e prefeririam pedir uma segunda porção se necessário. Em resumo, sua estratégia para evitar o desperdício de alimentos deve priorizar pequenos projetos-piloto, onde não há limite para a criatividade na busca de uma solução.

 

Deixe seu comentário