Food Service

Notícia

Empresário que criou o hambúrguer mais caro de SP quer expandir para a Europa em 2016

Jorge Boratto, proprietário da Burger Lab, que já possui 14 unidades no Brasil, tem um plano audacioso de expansão de abrir, em dez anos, 217 hamburguerias ao redor do mundo

03/11/2015

A Burger Lab iniciou suas atividades em 2012, com uma unidade da rede gerenciada pelo empresário Jorge Boratto. Com a qualidade de seus produtos e a ousadia na criação dos lanches, o negócio cresceu rápido – ficou famoso o seu hambúrguer feito em 2013 cuja receita tinha foie gras e era vendido por R$ 225. Hoje a rede conta com 14 unidades de negócios e planeja, para o início de 2016, expandir as suas atividades para a Europa, com duas novas unidades em Madrid e uma em Londres. 

Antes de iniciar a jornada como empreendedor do ramo alimentício, Jorge atuou durante 20 anos como produtor musical. Aos 40 anos de idade, decidiu que precisava de uma mudança em sua vida profissional e uniu a isso seu gosto pela gastronomia. Depois de abrir a própria loja, o empresário passou a receber propostas para transformar o negócio em uma rede de franquias. 

Para atender aos pedidos, foram criados três modelos de negócio: a Burger Lab, que engloba as lojas de shopping da rede; a Burger Lab Experience, modelo premium da marca com lojas de rua, mais espaçosas e confortáveis; e os food trucks, divididos entre São Paulo e Rio de Janeiro. 

Em 2015, a Burger Lab espera fechar o ano com um faturamento de R$ 17 milhões. A rede de franquias agora é administrada no Brasil pela Rock and Ribs, rede brasileira de steakhouses. O plano de expansão fora do Brasil tem início no ano que vem e contempla abrir, em dez anos, 217 unidades da hamburgueria ao redor do mundo.

 

Deixe seu comentário