Food Service

Notícia

Demanda por redução de sódio atrai multinacional francesa

Nutrionix inicia operações no Brasil com a inauguração de laboratório de pesquisas para desenvolver e produzir substitutos para o sal

11/02/2015

Empresa francesa especializada em soluções para a redução de sódio na alimentação, a Nutrionix inicia operações no Brasil e inaugura o laboratório de pesquisas em Ribeirão Preto, interior de São Paulo. O objetivo é atender à demanda criada desde 2011 quando o Ministério da Saúde e associações empresariais que representam a indústria alimentícia assinaram o termo de compromisso de redução de sódio nos alimentos industrializados. O acordo prevê que até 2020 o Brasil atinja a recomendação de consumo máximo da Organização Mundial da Saúde (OMS) que é de dois gramas de sódio por dia – o que equivale a cinco gramas de sal (40% do sal é composto de sódio) -, hoje esse valor ultrapassa quatro gramas por dia.

 

“Esse é um mercado totalmente novo, emergente e promissor. Estima-se que 13 milhões de toneladas/ano de alimentos processados serão contemplados pela redução de sódio e as novas tecnologias de substituição - em termos de mercado, isso representa US$ 100 milhões anuais nos próximos 10 anos”, explica o presidente para América Latina, Jean Marc Secondi.

 

De acordo com o executivo, o sódio é fundamental nos produtos processados, sendo responsável por realçar o sabor e regular diversos parâmetros técnicos nos processos de fabricação (fermentação, conservação, retenção de água, etc). “O grande medo do mercado é que essa redução de sódio altere principalmente o paladar, já que é item essencial para manter a qualidade do sabor e por isso a redução pode assustar, mas as soluções da Nutrionix detêm tecnologia capaz de preservar o tradicional gosto dos alimentos com custos sustentáveis para as empresas e os consumidores”, esclarece.

 

A partir de agora, a Nutrionix desenvolve e produz no Brasil substitutos do sal à base de um mix de sais minerais para todos os segmentos da alimentação, indústria, cozinha industrial e varejo.

Deixe seu comentário