Food Service

Notícia

A chave para o crescimento

Um negócio no food service não é uma extensão da cozinha do lar e demanda conhecimento técnico e de gestão. Por isso, a qualificação é necessária e impulsiona em momentos de crise

16/12/2015

Cursos Senac

O sucesso de um negócio ou carreira está diretamente ligado à dedicação empregada e ao conhecimento adquirido. Diante de momentos turbulentos e com a concorrência acirrada, sobrevivem os que buscam mais informação e mergulham em seu mercado de atuação. Na corrida do trabalho é fundamental estar sempre atualizado e antenado nas principais tendências, trazendo sempre novidades aos clientes. “É fato que um conhecimento maior na área, bem como um olhar focado no negócio, traz alternativas e possibilidades para momentos mais difíceis. Ter a visão e a missão do próprio negócio é fundamental para ter claras as diretrizes e de que maneira as situações adversas podem ser dribladas e superadas. É preciso estar atento às novas tendências, novas tecnologias e ao mercado de uma maneira geral”, afirma Mônica Macedo dos Santos Lameza, coordenadora da pós-graduação Gestão de Negócios em Serviços de Alimentação - foco em resultados do Centro Universitário Senac.

 


A professora ressalta que é necessário conhecimento técnico e de gestão para lidar com a área de alimentação, pois ela não pode ser vista como uma extensão da cozinha do lar. “A abertura de um negócio próprio não pode estar baseada apenas nas experiências pessoais e de conhecimento restrito, mas, sim, uma extensão no sentido de levar os sabores e as sensações da comida caseira para fora desse lar de maneira criativa, saudável  e empreendedora. São fatores relevantes missão, visão e valores da empresa, plano de negócios bem definido e perfil da clientela atendida,  para que desta maneira possa determinar novas diretrizes, inovação e assim ter diferencial de mercado para ganhar destaque nesta área de serviços tão competitiva”.

 


“O mercado de food service tem uma questão além da administração que é bastante peculiar e que está diretamente ligada à qualidade na prestação de serviços, não só do ponto de vista de atendimento ao público, mas de segurança de alimentos, fator que deve ser tratado com rigor, uma vez que tem relação direta com a saúde dos usuários. Legislação específica para área de alimentos, conhecimentos em tecnologia de alimentos, tendências gastronômicas nacionais e internacionais,  novas tecnologias em equipamentos de cozinha que podem trazer maior produtividade, redução de custos e menores impactos para o meio ambiente, com foco na sustentabilidade, são alguns exemplos dessas  exigências”, completa.

 


Quem ainda não domina todos esses requisitos, pode, e deve, buscar informações sobre cursos em universidades, redes atacadistas e entidades do setor de sua cidade. As principais empresas do setor possuem uma área dedicada ao food service e algumas oferecem cursos, muitos até online e gratuitos. Abaixo selecionamos alguns locais que estão com turmas abertas para 2016.

 

Cursos

 

Senai

 

 

Oferece o Curso Técnico de Alimentos, que tem por objetivo habilitar profissionais para coordenar o desenvolvimento dos processos produtivos de alimentos seguros, avaliar a qualidade das matérias-primas, dos insumos e dos produtos alimentícios e garantir o funcionamento de máquinas, equipamentos e instrumentos. As aulas são ministradas em unidades da capital e interior de São Paulo.
Informações: www.sp.senai.br/senaisp/cursos/68508/105/tecnico-de-alimentos.

 

 

Metrocamp

 

Oferece o Tecnólogo em Gastronomia, que possibilitará ao profissional, além de gerenciar a cozinha, também administrar o negócio, participar de vistorias e fiscalizar o cumprimento das regras de segurança alimentar. A próxima turma será em 15 de fevereiro de 2016. A carga horária é 1920.
Investimento: R$ 1.319,00  


Informações: www.metrocamp.com.br/site/detalhe-do-curso-Graduacao/Sao-Paulo/Unidade-Campinas/tecnologo/tecnologo/gastronomia

 

 

Senac

 

Possui ampla gama de cursos para o mercado food service. Os cursos de Técnico em Cozinha, Garçom, Atendente de Lanchonete, Cachaças, Cervejas, Vinhos, Destilados, Maitre, Planejamento e Administração de Bares e Restaurantes, Brigadeiro Gourmet, Cake Design, Doçaria Brasileira, Chocolates e Macarons, entre outros, estão com as inscrições abertas para as turmas de 2016.
Informações: www.sp.senac.br/gastronomia

 

 

Escola Nicolau Rosa

 

 

Possui ampla gama de cursos para o mercado food service. Os cursos de Técnico em Cozinha, Garçom, Atendente de Lanchonete, Cachaças, Cervejas, Vinhos, Destilados, Maitre, Planejamento e Administração de Bares e Restaurantes, Brigadeiro Gourmet, Cake Design, Doçaria Brasileira, Chocolates e Macarons, entre outros, estão com as inscrições abertas para as turmas de 2016.
Informações: www.sp.senac.br/gastronomia

 

Opera Ganache Formação Profissional

 

 

A Escola de confeitaria oferece cursos ministrados pelo chef Rafael Barros, premiado duplamente pela Veja Comer e Beber como melhor “Confeiteiro” e “Chocolate”. Todo mês há uma grade de programação com temas variados, de balas de coco recheadas e alfajores a macarons. As turmas variam de quatro a seis alunos.
Investimento: Os valores vão de R$ 200 a R$ 265. 
Informações: (11) 3062 7161 ou operaganache.com.br

 

 

Sassá Sushi

 

O sushiman Sassá, há 12 anos à frente do Sassá Sushi, mantém ainda uma escola no Itaim, em São Paulo. Todo mês, há aulas que vão do iniciante ao avançado, além de cursos harmonização com saquê. Os cursos incluem diversas receitas do repertório nipônico – do arroz japonês (Gohan), passando por temakis e hot holls, entre outros. As turmas atendem no máximo 15 alunos.
Investimento: Os valores vão de R$ 200 a R$ 265. 


Informações: (11) 3078-4538 ou sassasushi.com.br

 

 

Anvisa

 

Disponibiliza em seu portal um curso online gratuito de Boas Práticas de Manipulação em Serviços de Alimentação. 
Informações: anvisa.gov.br/restaurantes_curso/

 

 

Escola Sorvete 

 

Do mestre sorveteiro Francisco Sant´Ana, embaixador brasileiro dos chocolates Callebaut para sorvetes, abre cursos para quem deseja investir na área dos gelados, tanto amadores (desenvolvendo receitas para serem feitas em casa), quanto profissionais (com técnicas comerciais e industriais, além de logística e sistema de vendas). 
Informações: (11) 3862-1698

 

 

IBMEC

 

Para atender ao público interessado na especialização no mercado de vinho, o Ibmec/RJ está lançando o curso Empreendedores do Vinho. As aulas terão início em 2016. O tema principal do curso é “Abrindo garrafas e fazendo negócios” e as aulas serão ilustradas com a abertura de garrafas de rótulos que acompanharão os temas e ampliarão o conhecimento dos participantes.  O curso é dividido em quatro módulos com os seguintes temas: Negócios do Vinho; Como ser dono da sua própria vinícola; O Brasil no mapa do vinho; e Enoturismo. São 18 horas de duração.
Investimento: R$ 1.190,00 por módulo


Informações: www.ibmec.br

 

Deixe seu comentário