Food Service

Notícia

Sete dicas para quem quer montar um food truck

O Los Cabrones Mexicano, rede de franquias de restaurantes e food trucks, considera a escolha do cardápio um dos itens mais importantes do processo

18/02/2016

Desde 2008, o Brasil tem sido palco para uma febre de food trucks com os mais variados temas: de cupcakes à paellas espanholas. Esse modelo de negócio é caracterizado pelo cardápio sofisticado, com preços atrativos e rápida execução dos pratos.

 

Entretanto, montar um restaurante sobre rodas exige estudo e muito preparo, pois, embora a ideia pareça simples, é preciso ter afinidade com o mundo dos negócios e da gastronomia.

 

O Los Cabrones Mexicano, rede de franquias de restaurantes e food trucks, que ocupa posição de destaque no ranking elaborado pela Top Qualidade Brasil das 100 Melhores Gastronomias do Brasil, dá dicas para quem quer investir em seu próprio truck:

 

1 – Escolha do cardápio

O tipo de cardápio é um dos fatores mais importantes no processo de montagem de um food truck. Procure fugir de menus complicados, uma vez que o espaço físico de um food truck é menor que o de um restaurante, o que limita o preparo de determinados pratos.

 

2 –  Escolha o trailer e a região certa

 Faça pesquisas para saber escolher o melhor valor para compra ou aluguel de um trailer e em qual região – ou regiões – ele terá mais força.  Vale consultar e conversar com empreendedores do ramo.

 

3 – Previna-se de contratempos

Trabalhar na rua depende muito de fatores externos, como a metereologia, o que exige uma consulta fiel e constante às previsões do tempo. Se o seu food truck contar com mesas ao redor, procure ter uma cobertura para elas em caso de chuva.

 

4 – Tenha organização financeira

O que será servido impacta diretamente no custo da estrutura, customização e preparo das refeições pelo chef. Se estiver com o orçamento apertado, procure pratos mais simples, mas capriche no visual do carro sem fugir da proposta do cardápio.

 

5 – Cuidado com a cozinha

Diferente de um restaurante, o food truck permite que os clientes observem o preparo dos pratos. Por isso, a higienização da cozinha e dos funcionários deve estar sempre impecável e, por ser na rua, a preocupação deve ser ainda maior devido à grande proliferação de bactérias.

 

6 – Atente-se à legislação da sua cidade

Na cidade de São Paulo, por exemplo, existe uma legislação específica para esse segmento em vigor desde maio de 2014. Não exclusiva à food trucks, a lei também engloba culinária comercializada em outros tipos de veículos e barracas. Portanto lembre-se de sempre, consultar os órgãos públicos da sua cidade para saber se esse modelo de negócio é permitido e quais são as regras para seu funcionamento. Outro cuidado a ser tomado é com relação aos funcionários, que devem ter a documentação necessária em dia, de acordo com as leis.

 

7 – Faça Parcerias

Atente-se sempre aos eventos gastronômicos para poder dar voz ao seu negócio e torná-lo conhecido. Há muitas feiras  no país que acontecem em galpões, permitindo a participação de food trucks. Fique de olho também em comerciantes e empresas que oferecem parcerias com trucks em um processo de permuta.

 

Franquias de food truck

 

Caso queira começar o seu negócio com uma marca já existente, que já possui suporte e todo modelo formatado e testado, alguns food trucks já são disponíveis em modelos de franquias. É o caso do Los Cabrones Mexicano e da Franquia da Pizza. As duas redes oferecem o trailer e treinamento para o franqueado e seus funcionários.

Deixe seu comentário