Food Service

Notícia

Saiba se você deve diversificar ou especializar seu negócio

Ao se especializar, você se torna muito bom em um tipo de produto e cria uma identidade. Por outro lado, diante das dificuldades enfrentadas pelo país e pelo setor food service, ampliar o leque aumenta suas chances de vender. Mas afinal, qual a melho

02/12/2016

De acordo com Alex Cassundé, diretor da Dom48, se você estiver em um momento inicial do seu empreendimento, com recursos extremamente limitados e precisando construir a sua base de clientes, a palavra de ordem é foco, porque assim você consegue construir uma marca e um produto. “Faça apenas aquilo que sabe fazer melhor e construa a sua reputação para virar referência”, aconselha. “Agora, se seu  negócio já está consolidado, a diversificação é aceitável, porque aí você vai capitalizar em cima do seu ativo, que são os clientes e a reputação que construiu para a empresa. Diversificar é um renovar para a marca”, completa.

Ampliação da oferta

A vantagem em oferecer produtos novos em seu estabelecimento é a chance de aumentar o faturamento. Entretanto, as novas ofertas têm que ter sinergia com a marca e com o produto principal. Tudo deve ser estudado para a qualidade e quantidade não sair do controle. Cassundé diz que lotar a loja de produtos e com preços muitas vezes baixos tira a venda do produto principal e acaba diminuindo sua margem. “É um grande desafio diversificar. Existem algumas marcas que têm núcleos de ideias, fazem reuniões e apresentações para os funcionários das lojas, assim diminuem o risco do produto chegar à ponta e parar no estoque”. 

Adri Vicente, consultor da Food Service Company, ressalta que a ampliação da gama de opções não deve tirar o foco do seu carro-chefe. Um novo produto funciona como um agregador. “A Pizza Hut vende frango e salada, mas seu negócio continua sendo focado na pizza. Você não vai transformar seu negócio, apenas agregar algo para aumentar o faturamento”, exemplifica.

“Faça apenas aquilo que sabe fazer melhor e construa a sua reputação para virar referência. Agora, seu negócio já está consolidado, a diversificação é aceitável, porque aí você vai capitalizar em cima do seu ativo, que são os clientes e a reputação que construiu para a empresa. Diversificar é um renovar para a marca” - Alex Cassundé, diretor da Dom48

Mudança de foco

A transformação total de um estabelecimento só acontece quando o empreendedor percebe que errou na escolha do segmento de atuação. Neste caso, Vicente acredita ser possível “salvar” o negócio, reaproveitando toda estrutura montada, com salão, cozinha, funcionários e o ponto. “Recomece fazendo uma pesquisa de mercado para saber o que daria certo naquele local, faça um planejamento e adéque sua fachada e identidade visual”, sugere. O especialista acrescenta que se você errou totalmente no foco não adianta criar novos atrativos, é preciso corrigir o erro e começar do zero.

Especialização

Especializar-se em um tipo de produto cria uma identidade e uma excelência ao fazer somente aquele produto. Por outro lado, limita o público e as chances de consumo. “Quando você é especializado cria um perfil de cliente, e o consumidor quer variar e frequentar estilos diferentes. Cria-se uma identidade de consumo, uma excelência e fidelização. O cliente passa a semana pensando que quer comer lá e não liga de pagar mais caro”, acrescenta Vicente. 

De qualquer forma, o diretor da Dom48 alerta que o empreendedor nunca deve ficar parado, deve estudar sempre o mercado porque as tendências mudam. “A onda de food truck está em alta no momento, mas e se ela cair? Qual será sua alternativa? Para onde você pode crescer mais? Estas perguntas não podem deixar de existir para os empreendedores”, destaca. 

“Quando você é especializado cria um perfil de cliente, uma identidade de consumo, uma excelência e fidelização. O cliente passa a semana pensando que quer comer lá e não liga de pagar mais caro” Adri Vicente, consultor da Food Service Company

 

 

 

Deixe seu comentário