Publicidade

Food Service

Notícia

Restaurante aposta em menu vegetariano e faturamento cresce

Empreendedor mudou aos poucos o perfil do estabelecimento que servia diferentes tipos de carne e hoje seu foco é oferecer uma alimentação saudável a seus clientes

14/04/2015

Quando Wilson Grassi entrou na sociedade do restaurante Cantina Barão, no bairro Campos Elíseos, em São Paulo, ele tinha como objetivo trazer opções vegetarianas para o local.

 

O empreendedor decidiu implantar uma mudança nas diretrizes do restaurante e, aos poucos, foi tirando os diferentes tipos de carnes até que o cardápio se tornasse totalmente vegetariano. E, com isso, Fernando Ibanez, um amigo de Grassi, também tornou-se sócio do Cantina Barão.

 

O começo da transição do restaurante para ser exclusivamente vegetariano não foi fácil. Os empreendedores não conseguiram criar logo de cara uma comunicação que mostrasse à clientela os benefícios da alimentação vegetariana, fazendo com que o fluxo de pessoas no local diminuísse consideravelmente.

 

Grassi e Ibanez precisavam de ajuda. Logo, eles contrataram os ativistas do movimento vegetariano Mônica Buava, Guilherme Carvalho e Carol Caliman para prestar uma consultoria ao Cantina Barão.

 

O trio fez um primeiro diagnóstico e com ele vieram as seguintes mudanças: o restaurante passou a se chamar Barão Natural e a comunicação ficou focada em destacar os benefícios da comida vegetariana.

 

A primeira meta era alcançar, em três meses, 100 clientes no almoço. Com as campanhas, os preços acessíveis (o bufê à vontade custa R$ 9,90 nas segundas e a partir de R$ 12 nos outros dias) e opções como massas, burritos e até mesmo feijoada vegana, não só o Barão atingiu o objetivo como conseguiu aumentar o faturamento em 60% no meses que se seguiram. “As pessoas começaram a vir e conhecer, deixaram de lado o preconceito com a comida vegetariana”, afirma Mônica.

 

Ela, Carvalho e Carol passaram de consultores para sócios e o Barão Natural tornou-se uma rede: em setembro de 2014, foi aberta a segunda unidade em Pinheiros; em fevereiro de 2015, foi lançada mais uma unidade no mesmo bairro e, em maio deste ano, o negócio chegará no Tatuapé, na zona leste de São Paulo.

 

Segundo os empreendedores, 80% da clientela da rede não é vegetariana. “Nosso principal objetivo é oferecer uma alimentação saudável, saborosa e de preço acessível”, diz Mônica. (PEGN)

Deixe seu comentário