Food Service

Notícia

Preço da carne bovina cai no mês; demanda continua retraída

As quedas foram de 0,3% em São Paulo e Minas Gerais, de 0,5% no Paraná e de 0,2% no Rio de Janeiro

31/08/2016

O preço da carne bovina no varejo apresentou queda em diversos estados do país nestas últimas semanas, levando a uma redução nas margens dos varejistas, segundo informações da Scot Consultoria. 

As quedas foram de 0,3% em São Paulo e Minas Gerais, de 0,5% no Paraná e de 0,2% no Rio de Janeiro, informou o analista da Scot Consultoria, Alex Santos Lopes da Silva, em nota.

“Com a carne chegando do atacado por preços maiores, a tendência é que no começo do mês, os varejistas forcem reajustes aos produtos”, escreveu ele.

O indicador da Esalq/BM&FBovespa para a arroba do boi gordo acumula queda de 3,24% em agosto, tendo fechado a R$ 148,57 por arroba na terça-feira (30).

Em Mato Grosso, estado com maior rebanho bovino do Brasil, condições climáticas têm dificultado a engorda de bovinos, segundo o Instituto Mato-Grossense de Economia Agropecuária (Imea). A seca no estado também afetou alguns cultivos de milho, prejudicando o planejamento da entrega de animais para este semestre.

“Essa diminuição na oferta está gerando uma maior dificuldade para os frigoríficos preencherem suas linhas de abate, encurtando assim as escalas, que dificilmente têm ultrapassado os seis dias”, segundo analistas do Imea no Boletim Semanal da Bovinocultura, divulgado no site do instituto nesta semana.

Apesar da redução da oferta, o preço da arroba ainda não se valorizou porque a demanda pela carne bovina ainda está baixa, informou o Imea.

Deixe seu comentário