Publicidade

Food Service

Notícia

O que você precisa saber sobre alimentos no e-commerce

Os desafios de comercializar alimentos no e-commerce são um pouco diferentes dos de outros nichos. Veja o que você precisa saber sobre o assunto

29/09/2016

Por algum tempo os consumidores foram resistentes em trocar as lojas físicas por compras pela internet. Mas com o ganho de confiança e avanço da tecnologia, passaram a identificar grandes vantagens e descontos comprando dessa forma.

O benefício percebido a princípio, além da comodidade, foi em relação ao preço de eletrodomésticos e eletrônicos, que por algum tempo liderou entre os segmentos mais vendidos online. Aos poucos, então, os consumidores passaram a experimentar compras online de sapatos, roupas, cosméticos e descobriram que essa prática pode, sim, ser recompensadoras.

Mas e os alimentos? Será que esse é um segmento que ainda causa estranheza aos consumidores no mercado virtual? Os dados dizem que não, segundo o Sebrae o faturamento desse segmento quase dobrou desde que começou a vender em mais esse canal de vendas.

O início da venda de alimentos online começou com os grandes varejistas como Pão de Açúcar, Walmart e outros do setor de food service como o Habib’s. Mas, essa atuação não se resume apenas aos grandes players, pelo contrário, esse é um segmento de oportunidades, principalmente para os pequenos e médios empreendedores.  Veja alguns pontos que devem ser levados em consideração:

 

Distribuição

Com uma loja virtual, as empresas podem expandir o seu campo de atuação sem pensar em expansão física de sua sede, estoque ou loja.  Ou seja, ao comercializar produtos que não sejam perecíveis, é possível enviá-los para todo o país, alcançando mais clientes e aumentando a presença da marca.

 

Produtos regionais

Com uma distribuição mais ampla os produtos regionais ganham destaque no segmento de alimentos online. Existem muitos produtos típicos de regiões específicas do país que passam a ser acessíveis a todos e não apenas aos turistas. Nesse sentido, vale reforçar a importância de produtos exclusivos e mais difíceis de encontrar no dia a dia, que chamam ainda mais atenção virtualmente.

 

Alguns cuidados

Existem alguns cuidados a mais em relação aos vendedores de alimentos no comércio virtual. Um deles é fornecer na descrição dados como data de validade, quantidade, identificação do fornecedor, local em que o produto foi produzido, ingredientes e outras informações que os clientes costumam checar na embalagem antes de efetuar a compra.

Outra preocupação deve ser em relação ao armazenamento e transporte, de acordo com o alimento e suas condições de conservação.

 

Mídias

Assim como em outros negócios, as mídias sociais podem e devem ser exploradas também nesse segmento. Mostrar os processos, nesse caso, é ainda mais importante para gerar confiança e fidelizar os clientes.

Dessa forma, não deixe de produzir conteúdo de forma consistente para estabelecer o seu negócio e portar-se garantindo o direito de o cliente saber como os produtos são produzidos, armazenados e transportados.

O mercado está se transformando e o direcionamento é voltado para um mundo cada vez mais digital e prático, em todos os segmentos possíveis. Você está pronto para mudanças?

 

Deixe seu comentário