Food Service

Notícia

Maskare é a primeira empresa no Brasil a desenvolver máscaras de PVC

O suporte de silicone auxilia ainda mais o trabalho de profissionais do setor gastronômico

14/07/2016

Fazer uma refeição fora de casa é cada vez mais comum dentre os brasileiros. Seja por falta de tempo, por conta do trabalho, ou até mesmo por opção, os restaurantes e bares passaram a oferecer pratos típicos e reforçados para atender ao público. Para manter um atendimento exemplar, a equipe desses estabelecimentos deve manter uma higiene de qualidade no momento de preparar os alimentos. Por isso, o uso de máscaras é extremamente importante. Pioneira quando o assunto é tecnologia e otimização de máscaras, a Maskare produz máscaras higiênicas em PVC transparente e anti-embaçante, que se destacam pelo design inovador e conforto.

 

Higiene com conforto

O diretor da Maskare, Eiti Nakasato, explica que uma máscara de TNT é um item menos confortável para o profissional, dificultando a respiração e comunicação durante as tarefas. “Isso não acontece na Maskare. O nosso produto cria um ângulo entre o visor e o rosto que não dificultam a respiração e nem abafa a comunicação. Por ser um visor leve, transparente e antiembaçante, é possível utilizá-lo sem atrapalhar as atividades. É única máscara de PVC no Brasil que utiliza apoio para queixo em silicone, permitindo o uso contínuo com o máximo de conforto”.  Além de todo aparato desenvolvido para garantir mais segurança no preparo dos alimentos, o design da máscara também é capaz de transmitir ao cliente uma sensação de conforto e segurança ao ingerir o alimento adquirido. 

 

 

Conquistando o mercado

Relativamente nova no mercado, a máscara da Maskare tem encontrado cada vez mais espaço entre os restaurantes e o setor food service. “A procura é grande e ainda estamos trabalhando a introdução da marca no setor gastronômico”, pontua Nakasato. O produto também atende aos ramos de estética e maquiagem.  Para chegar ao conhecimento de todo setor, a Maskare tem investido nas redes sociais, eventos e feiras voltados para o público food service. A aceitação do produto, segundo o diretor da empresa, tem sido boa e demonstra que há futuro para a máscara no país. E para ampliar ainda mais o domínio, a Maskare, em breve, irá disponibilizar a máscara em diversos pontos de venda para ser vendida unitariamente. Hoje, as vendas são realizadas pelo atacado. 

Deixe seu comentário