Publicidade

Food Service

Notícia

Estacionamento é entrave para o mercado de food trucks

Empresários estão tendo dificuldades de encontrar locais para atuar, já que os espaços públicos ainda não foram liberados e os parques privados são caros e tem fila de espera

05/12/2014

Butantan Food Park

A regulamentação da comercialização de comida de rua em maio impulsionou o mercado de food trucks, que passa a ser um dos mais promissores do setor food service. Empresários apostam na modalidade e investem em veículos adaptados para a preparação e venda de alimentos.

 

Porém, algumas questões ainda atrasam esse tipo de negócio. Ainda não há locais legalizados para estacionar caminhões e vans na cidade de São Paulo. Os poucos parques privados de food truck cobram altas taxas, que comprometem a rentabilidade dos empresários e expansão do negócio.

 

Com a onda dos food trucks, muitos empreendedores entram para o ramo, o que também foi um dos motivos para superlotar os espaços destinados a esta finalidade, que acumulam dezenas na lista de espera. Enquanto isso, os 900 pontos públicos liberados pelas subprefeituras no final de julho continuam vazios, devido a burocracia e problemas na regulamentação da lei, como a dificuldade em poder circular entre vários pontos pela cidade, premissa básica para os food trucks, que costumam circular pela cidade e atuar em pontos variados.

 

Estima-se que hoje existam cerca de 60 food trucks na cidade, número que deve mais que dobrar se contarmos somente os pedidos na fila de espera ou em andamento em cinco adaptadoras de carros em atividade. A dependência dos parques afeta especialmente os iniciantes, que precisam divulgar a sua marca.

Deixe seu comentário