Food Service

Notícia

Descarte incorreto de óleo pode causar transtornos a bares e restaurantes

Projetos espalhados pelo país ajudam a minimizar os impactos negativos da ação

06/07/2016

Descarte incorreto de óleo pode causar transtornos a bares e restaurantes

Em casa, muitas vezes, as pessoas costumam descartar o óleo de cozinha no ralo da pia mesmo. Isso acontece principalmente em condomínios, onde é mais trabalhoso realizar o descarte ideal.

 

No entanto, em outros lugares como bares e restaurantes, que utilizam grande quantidade de óleo diariamente, o descarte incorreto pode acarretar em diversos transtornos ao estabelecimento que, por falta de manutenção, poderá ter um gasto excessivo por não ter se prevenido anteriormente.

 

De acordo com a desentupidora Roto-Rooter, 40% dos chamados que recebe está relacionado à falta de caixa de gordura ou sua manutenção. "O mecanismo é bastante simples: a caixa de gordura é composta por um septo - uma divisória que separa duas estruturas. Nela, sempre fica represado um determinado volume de água. Quando a água suja, com óleo entra na caixa de gordura, o óleo boia, ficando retido na caixa, enquanto a água segue passagem", explica Plínio Protásio, gerente de operações da Roto- Rooter. Segundo ele, ao esfriar, o óleo transforma-se em material sólido e, sem a caixa de gordura, fixa-se na tubulação. Com o passar do tempo, o acúmulo de rejeito reduz o espaço para a passagem da água até interrompê-la. 

 

Em bares e restaurantes, a falta de manutenção preventiva pode implicar na paralisação das atividades e consequente perda de renda, ainda que por um período curto de interrupção. Por isso, é necessário que a manutenção seja feita mensalmente.

 

Projeto que ajuda no descarte correto

 

Para evitar transtornos causados pelo acúmulo de óleo nas tubulações, existem diversos projetos espalhados pelo país que incentivam a prática correta de se desfazer do óleo já utilizado. A Abrasel (Associação Brasileira de Bares e Restaurantes) possui o projeto Papa Óleo que colabora para o reaproveitamento do produto.

 

Deixe seu comentário