Food Service

Notícia

Cinco dicas para montar o cardápio de um restaurante por quilo

Fique por dentro dos ingredientes de sucesso para formar um menu completo

22/05/2017

Em um mercado competitivo como o do food service, apostar em um menu diferenciado e inteligente é uma forma de alavancar seu negócio em meio à tanta concorrência que existe no setor. Ainda assim, independente da comida, a gestão também possui papel importante para manter o negócio girando e lucrativo.

Mas foco no menu. A preparação de um cardápio em um restaurante por quilo vai muito além da famigerada “comida caseira”. Ainda que seja a preferida dos brasileiros, com pequenas dicas é possível transformar o menu em algo único, de maneira inteligente e funcional. Confira as dicas.

Escolha dos ingredientes -  Alimentos saudáveis e frescos são muito visados dentro de um cardápio. Além disso, alimentos da estação são atrativos, além de possuírem um custo baixo se comparado com ingredientes que estão fora de época.

Diversidade de pratos – Quem procura uma comida caseira sabe que irá encontrar pratos simples, porém bem montados e saborosos. Porém, é possível incluir pratos que sejam um pouco fora do comum e que caibam no orçamento do cliente. Tenha sempre essa opção no cardápio.

Reaproveitamento – Esse é um ponto importante. De acordo com a entidade Mudanças Climáticas do World Resources Institute (WRI) Brasil, o nosso país desperdiça pelo menos 41 mil toneladas de alimento por ano. Pensando em combater esses números, é interessante escolher alimentos que possam ser reaproveitados. Um exemplo básico é o peixe fresco. Geralmente, só o filé chega à mesa do cliente e as cabeças e parte traseira são jogadas no lixo. Mas é possível aproveitar essas partes para fazer uma sopa, por exemplo.

Ficha técnica – A ficha técnica é um item imprescindível que está diretamente atrelado ao item acima. Esse documento é o guia de todo chef e cozinheiro que quer evitar o desperdício, além de manter o padrão servido na casa. Em casos de restaurante por quilo, isso muda um pouco. A ficha técnica tem que estar diretamente ligada ao gerenciamento de estoque, com base em consumo médio mensal e giro de clientes.

Tendências – O mundo gastronômico está sempre se modificando em relação aos anseios do consumidor nessa área. Por isso é importante se manter sempre informado em relação aos alimentos consumidos e o que o cliente está buscando atualmente em uma comida. 

Deixe seu comentário