Publicidade

Food Service

Notícia

Cientistas americanos descobrem alga marinha com sabor de bacon

Segundo testes, quando frita a alga fica tão crocante quanto o produto de origem suína e possui valores nutritivos elevados

06/08/2015


O bacon é uma paixão para muita gente. No entanto, seus altos valores calóricos fazem com que a iguaria seja evitada por alguns. Também há pessoas que, por não comer nada de origem animal, ficam longe do alimento. Mas uma descoberta de uma universidade dos Estados Unidos pode fazer com que ninguém mais precise dispensar o bacon. 


A novidade vem do centro de ciências marinhas da Universidade do Oregon: a instituição patenteou uma variedade da espécie Palmaria palmata, uma alga vermelha, que tem sabor bastante parecido com bacon. E que, quando frita, fica tão crocante quanto o produto de origem suína.


De acordo com a instituição, a alga não tem nenhum lipídio – somente o óleo utilizado na fritura pode engordar. Além disso, o produto, assim como o próprio bacon, tem potássio, mineral importante para o controle da pressão arterial e que auxilia as contrações musculares. 

 

Alga Palmaria Palmata 

 

A Universidade do Oregon trabalhou por 15 anos no aperfeiçoamento da Palmaria palmata. O objetivo inicial, entretanto, não era desenvolver um alimento para os humanos, mas para um molusco: o abalone, cuja carne é bastante apreciada na Ásia.O fruto do mar consome a alga em seu habitat natural e a intenção dos pesquisadores era tornar a Palmaria ainda mais nutritiva, para facilitar a criação do abalone em cativeiro.

 

Agora, alunos do departamento de administração da própria Universidade do Oregon estão trabalhando em um plano de negócios para a novidade. A alga é encontrado no Hemisfério Norte, nas costas do Atlântico e do Pacífico. Ainda não foi divulgada nenhuma data de lançamento do produto.

Palmaria palmata Foto: ThinkStock

 

Fonte: www.revistapegn.globo.com

Deixe seu comentário