Food Service

Notícia

Cargill inicia venda de atomatados e aprimora serviços voltados ao food service

A operação irá dobrar o volume de produtos comercializados pela empresa à alimentação fora do lar, que vem crescendo a taxas superiores a 10% na última década

30/05/2014

A Cargill iniciará a venda dos produtos das marcas Pomarola, Tarantella, Elefante e Pomodoro para o mercado de alimentação fora do lar a partir da próxima semana, no dia 01 de junho. Em 27 de março, o Conselho Administrativo de Defesa Econômica (CADE) aprovou acordo com a Unilever para que a Cargill inicie a comercialização de produtos atomatados para o segmento food service.

 

Os produtos voltados ao segmento continuarão a ser produzidos na fábrica de atomatados da Cargill em Goiânia (GO). Na unidade são processadas cerca de 500 mil toneladas de tomates por ano, utilizadas nas linhas dos molhos Pomarola e Tarantella, do extrato Elefante e da polpa de tomate Pomodoro.

 

A operação irá dobrar o volume de produtos comercializados pela empresa ao canal food service, que vem crescendo a taxas superiores a 10% na última década. Com o novo negócio, a Cargill irá aprimorar ainda mais os serviços voltados à categoria de food service. Segundo Jayme Chataque, gerente geral da Cargill Food Service, a operação agregará ainda mais valor ao portfólio da empresa para o canal, que hoje já possui produtos de qualidade reconhecida como óleos e maioneses Liza, gordura para fritura Mazola Chef, azeites e vinagres Gallo, entre outros.

 

“Com a linha de atomatados, iremos oferecer aos nossos clientes soluções mais completas, além de estar ainda mais presente nos diversos estabelecimentos de food service. Também contaremos com o reconhecimento que as marcas de atomatados já têm no mercado, reforçando nossa estratégia de atuar com produtos de alta qualidade,”, afirma Jayme.

 

A Cargill adquiriu o negócio de atomatados da Unilever em 2011 com investimentos de R$ 600 milhões. A operação foi parte da estratégia da empresa em continuar a expandir sua atuação no varejo brasileiro.

Deixe seu comentário