Publicidade

Food Service

Notícia

Bares e restaurantes iniciam capacitação para as Olimpíadas de 2016

Brasília dá inicio aos preparativos para receber turistas que irão visitar a cidade durante os jogos Olimpicos

21/08/2015

Início
Com início programado para a próxima semana, o curso Capacitação em Boas Práticas em Segurança dos Alimentos e Responsável Técnico e Categorização, que faz parte do Programa de Alimentação Fora do Lar, terá cinco dias de duração, com 15 horas de aulas teóricas e 20 horas de consultoria por empresa.
O curso visa capacitar as empresas que receberão o selo de Categorização, entregue pela Vigilância Sanitária. A primeira turma é formada por 20 empresas do setor.

 

Interesse
Mesmo sem saber que o curso era uma capacitação visando às Olimpíadas, a proprietária do Marieta Restaurante, Fernanda Costacurta, elogiou a iniciativa. “A gente se cadastrou para o curso com a preocupação de avaliar se nossas práticas estão atualizadas. Boa prática de alimentação é fundamental, então temos que nos preparar para atender bem qualquer tipo de público,seja daqui ou o que virá para as Olimpíadas”, declarou Fernanda.

A proprietária do restaurante Cantina da Massa, que tem avaliação A da Anvisa, Maria Aldacy Bressan, conta que o objetivo é sempre melhorar e atender bem os clientes. “Uma grande vantagem de participar desses cursos é obter o selo e entrar no catálogo das Olimpíadas, então os turistas têm essa informação de quais estabelecimentos estão aptos a recebê-los. Temos uma propaganda gratuita”, defende Aldacy.

 

Parceria
O programa acontece em parceria com o Ministério de Turismo, Sebrae, Secretaria de Turismo do DF e Abrasel no Distrito Federal. Os estabelecimentos participantes também receberão certificado de participação e selo do MTur e serão divulgados por diversos meios de comunicação durante as Olimpíadas 2016.

A diretora executiva da Abrasel explica que Brasília saiu na frente das outras cidades sedes. “Estamos interessados em oferecer melhores condições de serviço, uma oferta de serviço mais qualificada, somos os primeiros a oferecer o curso”,  salienta Thaís Quintão. 

 

Validade
As empresas que receberam o selo na Copa do Mundo precisam ficar atentas, pois este só tem validade por um ano. Para a divulgação durante as Olimpíadas, é preciso revisar seus processos para se adequar à norma atual e receber um novo selo.

A subsecretária de Qualificação e Políticas de Turismo do DF, Jackeyline Reis Mapurunga, explica que categorizar os restaurantes é aumentar a transparência.

“Estamos permitindo que o consumidor realize escolhas conscientes, além de permitir o reconhecimento em quem investe em qualidade”, finaliza, alertando que essa é a primeira turma entre várias que serão formadas até as Olimpíadas.

 

 

Fonte: Fato Online

Deixe seu comentário