Food Service

Notícia

Acessibilidade em bares e restaurantes contribui para a cidadania e geração de lucros

Para promover a acessibilidade nos estabelecimentos do setor de AFL, a Abrasel no RJ, em parceria com a Emprol RH, desenvolveu o projeto “Restaurante Inclusivo”

30/06/2016

O Brasil possui 45,6 milhões de pessoas com deficiência, de acordo com o Censo 2010. Todos demandam serviços que muitas vezes não tem oferta por conta da acessibilidade. “Isso representa uma fissura no mercado que pode ser desenvolvido por quaisquer empreendedores”, afirma a executiva da Associação Brasileira de Bares e Restaurantes no Ri de Janeiro (Abrasel), Vera Peixoto.



A maioria desse público (9,7%) vive no Sudeste, onde está a cidade olímpica. São aproximadamente 4 milhões. O Rio de Janeiro deve receber nos próximos meses, por conta dos Jogos Olímpicos e Paralímpicos, 500 mil turistas. “Além de ser uma questão de cidadania, a acessibilidade nos negócios brasileiros é um mercado lucrativo”, disse Vera. O nordeste aparece em segundo lugar, com 7,4%, e o Sul em terceiro, com 3,2%. Norte tem 1,9% e Centro Oeste, 1,7%.

 

 

 

Para promover a acessibilidade nos estabelecimentos do setor de alimentação fora do lar, a Abrasel no Rio de Janeiro, em parceria com a Emprol RH, desenvolveu o projeto “Restaurante Inclusivo”. O programa propõe treinamento para profissionais de bares e restaurantes, como maitres, gerentes, garçons, recepcionistas e manobristas, a fim de oferecerem atendimento assistido, “sem constrangimentos ou insatisfações”. “Esperamos sinalizar com o projeto a existência de um grande público com potencial de consumo, ainda não inserido em nossos bares e restaurantes, contribuindo também com o Turismo Acessível em nosso estado”, destacou Vera.



O projeto tem a orientação da mestre em Educação Especial, graduada em Psicologia e Direito e professora da Uniabeu Centro Universitário, Christina Brazil, e do psicólogo pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ), consultor nas áreas de inclusão, acessibilidade e palestrante, Roberto dos Santos.



Toda a dinâmica é realizada dentro do próprio estabelecimento. A conclusão da capacitação confere ao bar ou restaurante o selo “Profissionais Treinados”, da Abrasel. O profissional recebe um “Certificado de Participação”.
 

Fonte: Abrasel e acrio

Deixe seu comentário