Food Service

Notícia

7 Passos para começar seu negócio hoje

Investidor americano dá as dicas do que fazer para ter sucesso

17/05/2016

 

Dar os primeiros passos para tirar uma ideia do papel pode ser uma missão menos complicada do que parece. Pelo menos para o empreendedor e investidor americano John Rampton, fundador da Adogy. Em artigo recente para o site da revista Inc, ele listou sete passos para quem quer começar imediatamente um negócio.

 

 

1. Não faça apenas brainstorm. Escreva suas ideias

 

 

O mais indicado em um brainstorm é basear-se em informações sobre o público-alvo e que tipo de produtos ou serviços poderia fazer sentido para melhorar a vida das pessoas, especialmente onde você vive. Antes de uma sessão de brainstorm, uma sugestão é indicar aos participantes para escrever suas ideias e depois promover uma discussão entre todos. Essa técnica encoraja a criatividade e dá a todos a oportunidade de compartilhar seus pensamentos sem a influência dos outros.

 

 

2. Conheça e analise a sua indústria

 

 

Depois de chegar a uma ideia de negócio com potencial, será o momento de definir exatamente quem será o cliente do produto ou serviço da empresa. É também a fase de mapear os concorrentes e qual será o investimento necessário para começar. Conversar com pessoas que já atuam no mesmo setor, ler livros especializados, revistas e acessar sites de negócios são atitudes recomendadas.

 

 

3. Faça seu plano de negócios

 

 

Um plano de negócios é um documento que normalmente faz uma projeção da empresa para os próximos três a cinco anos e norteia o caminho para chegar aos resultados. O plano deve ter:

 

- Sumário executivo: com o perfil da empresa e os objetivos a conquistar;

 

- Descrição da empresa: com um texto sobre o que ela faz e seus diferenciais;

 

- Análise de mercado: com a pesquisa sobre o setor, o mercado e os concorrentes;

 

- Organização e gestão: com a estrutura do negócio;

 

- Serviço ou linha de produto: que explica o que a empresa vende e quais são os benefícios para o cliente;

 

- Marketing e vendas: com as estratégias para as duas áreas;

 

- Investimento necessário: com um detalhamento financeiro do que é preciso para lançar a empresa;

 

- Projeções financeiras: para quem está buscando investimento, é o espaço de detalhar os números e demonstrar quando o negócio será lucrativo.

 

O Sebrae tem um manual de como fazer um plano de negócios.

 

 

4. Tenha tudo em ordem

 

 

Fazer o plano de negócios pode tomar alguns dias – ou até semanas –, dependendo da complexidade do documento. Mas é possível determinar as bases do negócio em apenas algumas horas. Não é preciso gastar horas discutindo o nome. É possível mudar isso depois. O mais importante é descobrir onde a empresa será sediada e quais são as necessidades para isso. Saber quais são os pré-requisitos para o funcionamento e se é preciso obter licenças antes também é fundamental logo no início.

 

 

5. Faça tudo legalmente

 

 

Começar certo, com a classificação ideal para o negócio e dentro da lei, é importante para dar o primeiro passo com convicção. No Brasil, é possível começar a empresa como microempreendedor individual (MEI), empresa individual de responsabilidade limitada (Eireli), microempresa, empresa de pequeno porte etc. Cada uma tem suas características próprias e é importante consultar um contador para definir a melhor opção.

 

 

6. É possível recorrer ao capital dos outros

 

 

A menos que os fundadores já tenham uma reserva de capital para abrir a empresa, provavelmente será necessário buscar recursos. Tradicionalmente, os negócios recorrem aos amigos e à família, a investidores-anjo, fundos de venture capital e bancos. Mas pensar em outras opções, como microcrédito, empréstimos de programas estatais com taxas de juros menores, crowdfunding e aportes de aceleradoras podem ser alternativas para tirar a ideia do papel e começar a fase de consolidação do negócio.

 

 

7. Ganhe tração

 

 

Construir uma base dos primeiros clientes antes mesmo do negócio estar funcionando pode parecer uma loucura, mas é uma boa forma de ganhar tração quase imediatamente. É possível criar um buzz em torno do lançamento do produto ou serviço alcançando influenciadores e a mídia, lançando uma campanha de vídeos e se preparando para oferecer a melhor experiência aos clientes.

 

 

Fonte: pegn 

 

Deixe seu comentário