Food Service

Notícia

5 dicas para aumentar a rentabilidade das redes de franquias de food service

O ganho de rentabilidade depende, primordialmente, da boa gestão do negócio que, por sua vez, está diretamente atrelada ao conhecimento que se detém sobre a atividade

31/08/2015

Dinheiro em caixa, em qualquer tipo de negócio, é uma questão prioritária. Afinal, é a partir do resultado obtido que o empresário vai conseguir investir mais no seu negócio, de acordo com os objetivos estratégicos traçados para a operação. Especificamente para a área de franquias do segmento de food service, há diversas maneiras de se obter mais lucro. Porém, nada funciona melhor do que as estratégias que visam ao aumento de rentabilidade do negócio.


Para entender a importância do aumento da rentabilidade para o sucesso da operação, o primeiro passo é ter em mente que o setor de franquias convive com taxas elevadas em termos de custos, inflação e tarifas. Daí a necessidade de atenção com o retorno do investimento. “Sem um planejamento adequado, corre-se o risco de o aumento nas vendas não representar, necessariamente, mais lucro para o empresário”, explica Rodrigo Andrade Oliveira, diretor de Oferta de Food Service da Linx, empresa especialista em software de gestão .

 

Segundo o executivo, o ganho de rentabilidade depende, primordialmente, da boa gestão do negócio que, por sua vez, está diretamente atrelada ao conhecimento que se detém sobre a atividade. Parece simples, mas nem sempre o empresário dispõe das informações necessárias para a gestão de todos os processos envolvidos em uma operação de varejo da área de alimentos.

  
Conheça cinco dicas para otimizar a rentabilidade das vendas das redes de franquias de food service.

 

1. Agilize a implantação de novos cardápios

Em muitos casos, 90% do faturamento concentra-se no horário do almoço. Uma forma de aumentar as vendas é planejando as novas ofertas e verificando com rapidez como foram recebidas pelos clientes. Saber com exatidão o quanto a venda das novas ofertas representa no faturamento do dia – ou de um horário específico – é determinante para mantê-las no cardápio (e aumentar as vendas) ou retirá-las rapidamente de circulação, sem comprometer o investimento. Análises de receptividade podem ser feitas por cidade, por exemplo, para criar cardápios adaptados aos gostos de cada região.

 

2. Controle a produção

Um controle adequado da produção, unindo velocidade, precisão e redução de desperdício, traduz-se diretamente em lucro. Hoje em dia, os sistemas disponíveis para os franqueados têm como monitorar, de forma bastante precisa, o desempenho de seu estabelecimento na preparação de cada um dos itens do seu cardápio. Na ficha técnica de cada um dos seus produtos, o usuário pode visualizar, por exemplo, todos os detalhes sobre os ingredientes necessários na preparação do produto ofertado. E, o que ajuda bastante, essas informações aparecem devidamente integradas aos dados sobre o estoque. Com esse tipo de ferramenta, fica muito mais fácil para os gestores administrarem o que ocorre no dia a dia do estabelecimento, algo que impacta, diretamente, também nos níveis de produtividade.

 

3. Reduza filas

Ao ser atendido rapidamente, sem o estresse de uma longa espera ou mesmo a pressão para tentar agilizar o seu pedido, o consumidor sente-se mais motivado a adicionar novos itens à sua compra. Uma estratégia muito eficaz para reduzir as filas é o uso de dispositivos móveis (tablets e smartphones) para agilizar o atendimento. A iniciativa tem conquistado espaço ultimamente, principalmente a partir das novas ferramentas inseridas nos sistemas de gestão de informações. Aproveitando os avanços tecnológicos nessa área, os fornecedores têm criado módulos específicos para “rodar” em dispositivos móveis. Analise a opção de empregar um dispositivo de atendimento móvel em seu negócio, para reduzir as filas em horários de pico.

 

4. Trabalhe com promoções

O leque de opções para se trabalhar com esse recurso é extenso, envolvendo desde um simples “combo” e/ou “ofertas do dia”, até estratégias mais complexas, contemplando a distribuição de brindes. Avalie o que é mais adequado para aquele momento: ofertar um “combo” ou fazer uma venda sugestiva? Um dos desafios é justamente melhorar a agilidade do processo de atendimento, reduzindo as etapas necessárias para a conclusão da venda. No caso de uma promoção, essa necessidade fica ainda mais latente, daí a importância de se contar com um sistema que oriente passo a passo a ação do funcionário que está no atendimento. Uma oferta planejada é uma boa forma de aumentar as vendas. Planeje as ofertas e verifique como foram recebidas pelos clientes.

 

5. Tenha um sistema eficiente com o máximo de informações sobre o seu negócio

Existem sistemas de gestão que facilitam a vida do empresário interessado em explorar estratégias de rentabilidade, uma vez que contam com ferramentas específicas para acompanhar o desempenho de sugestões de ofertas em cada franquia da rede. Ter uma boa base de dados sobre o negócio é essencial para todos os envolvidos no negócio. O franqueador precisa ter informações para desenvolver melhores estratégias para o franqueado e este, por sua vez, precisa dos dados para conseguir administrar seu negócio da forma mais rentável possível. 

Deixe seu comentário