Food Service

Notícia

22 dicas para gastar menos com água e energia na sua empresa

Empreendedores mineiros adotam medidas simples nos negócios e acabam reduzindo quase pela metade os valores nas contas de água e luz

27/03/2015

 

Donos de micro e pequenas empresas mineiras reduzem o consumo de água e energia gerando economia para o bolso e benefícios para o meio ambiente.  Os empresários são estimulados pelo Cinco menos que são mais, um projeto de redução de desperdício, desenvolvido pelo Sebrae, com o objetivo de aumentar a competitividade das empresas a partir do consumo consciente.

 

No Cinco Menos que são Mais a sustentabilidade é trabalhada a partir das cinco premissas de menos (redução) e mais (resultados). Menos: água, energia, matéria-prima, resíduos e poluição. Mais: lucro, competitividade, satisfação do consumidor, produtividade e qualidade ambiental.

 

“O empresário é orientado sobre como o aumento de rentabilidade e de lucratividade podem ser gerados com a diminuição de desperdícios, trabalhando itens como matéria-prima, água, energia, resíduos e poluição”, explica Liliane de Carvalho, analista da Unidade de Inovação e Sustentabilidade do Sebrae em Minas Gerais.

 

Desde 2010, 133 pequenos negócios em 40 cidades já foram beneficiados pelo programa. Ao todo, foram investidos cerca de R$ 676 mil em treinamento, capacitações e consultorias para as micro e pequenas empresas participantes do projeto.

 

Em Betim, o projeto beneficiou, em 2014, estabelecimentos comerciais, entre bares, restaurantes, lanchonetes e padarias.  Foi o caso da Usina Choperia e Restaurante. Há dois anos e meio no mercado, o negócio é comandando por Augusto Freitas da Silva, formado pela Escola de Formação Gerencial (EFG), e seu sócio. Após participarem da consultoria oferecida pelo programa, eles perceberam que a empresa gastava muita água e energia elétrica, impactando diretamente no lucro do negócio.

 

“Passamos a utilizar bicos dosadores nas torneiras da parte de produção e também nos banheiros dos clientes. Conscientizamos nossos funcionários sobre a importância de economizar a água e compramos uma máquina de lavar louça para que a água limpasse mais peças de uma só vez”, explica Augusto.

 

Sentido no bolso

 

Outro ganho foi na conta de luz. Antes, o estabelecimento gastava R$ 3 mil e, agora, R$ 1,8 mil. “Colocamos sensores de presença de luz e um sistema de desligamento informatizado. Substituímos as lâmpadas antigas pelas de leds. Colocamos um timer no funcionamento do freezer, mantendo a temperatura e não perdendo a qualidade”, conta o empresário.

 

Após alguns meses, Augusto já sente a diferença. “Investimos cerca de R$ 5 mil e já conseguimos em cinco meses o retorno deste valor. O empresário deve entender que é um investimento, não um custo. Agora estamos estudando a possibilidade em substituir os talheres convencionais pelos de plástico, caso o cliente não se importe”, comenta.

 

A empresária Vânia Viana Barros, da Padaria Nutrivida, também sentiu no bolso a redução significativa do consumo de água, poucas semanas depois receber as orientações do Sebrae. A conta de água que era de R$ 1,1 mil, hoje está a R$ 400. “Conversamos com nossos funcionários e adotamos medidas simples como colocar chuveirinho de silicone nas torneiras e redutores de pressão para controlarem a saída da água; utilizamos vaporizador para a limpeza; diminuindo o gasto de água e passamos a reutilizar a água do ar condicionado para lavar o chão da padaria”, conta Vânia.

 

Além da economia de água, a padaria também economizou com os materiais de limpeza. “Passamos a comprar produtos concentrados em maior quantidade para ser diluído, alugamos uma lavadora de louça diminuindo o gasto com detergente. O resultado foi a economia de 40% na compra de produtos de limpeza”, admite a empresária.

 

Dicas para economizar água e energia na empresa:

 

1. Evite substituir aparelhos eletrônicos desnecessariamente

2. Elimine vazamentos

3. Faça a captação e o aproveitamento da água da chuva

4. Dê preferência a equipamento que reduza o consumo de água

5. Não deixe aparelhos eletroeletrônicos em standy by. Desligue equipamentos e aparelhos da tomada

6. Instale painéis fotovoltaicos (painéis de energia solar). Energia solar é muito mais econômica

7. Mantenha as fiações elétricas em bom estado

8. Substitua lâmpadas incandescentes por lâmpadas econômicas fluorescentes

9. Economia de água na manutenção do jardim

10. Use aparelhos elétricos fora do horário de pico (das 18h às 21h)

11. Lave o carro de sua empresa a seco

12. Diminua custos de limpeza, adotando produtos biodegradáveis

13. Envolva e capacite todos os colaboradores rumo à sustentabilidade

14. Diminua o uso de bebedouros

15. Prefira tecnologias limpas e de baixo consumo energético

16. Instale torneiras de baixo consumo de água. Use torneiras automáticas

17. Troque as antigas descargas com válvulas por descargas acopladas com caixa

18. Economize energia desligando o monitor do computador

19. Reformule o ciclo de vida de seus serviços e produtos

20. Use de maneira eficiente o ar condicionado

21. Mantenha as lâmpadas ligadas apenas quando necessário. Sempre que possível aproveite a iluminação natural, abrindo as persianas, janelas, etc

22. Sinalize áreas comuns de sua empresa sobre o uso e consumo de água

 

(Fonte: PEGN)

                               

Deixe seu comentário